7 milhões de visualizações: Muito obrigado!

7 milhões de visualizações no meu Canal YouTube “Blogdovilla – Marco Antonio Villa”. Muito obrigado! Acesse https://bit.ly/2B9sPCO 

Bolsonaro quer restabelecer a censura.

O que Bolsonaro entende de cinema?
E da nossa Constituição?

Pretendo beneficiar um filho meu, sim”, diz Bolsonaro.

Bolsonaro é serviçal de Trump.

Navios do Irã estão parados no Brasil devido a sanções americanas.

Bolsonaro discrimina os nordestinos.

Deu no UOL a fala do presidente Jair Bolsonaro:
“Dentre os (ou aqueles) governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara”

Live ( 19/0772019): Bolsonaro insaciável.

– Franqueza ou vulgaridade de Bolsonaro?
– Parlamentares criticam declaração de Bolsonaro que ‘passar fome no Brasil é uma grande mentira’. ( O Globo 19/07/2019).
– “Bolsonaro diz que governo estuda fim da multa de 40%  e em seguida afirma desconhecer tema.
– “Se não tiver filtro, nós extingueremos a Ancine”,diz Bolsonaro.
– Bolsonaro:”se puder dar um filé mignon para o meu filho, eu dou” e afirmou que pretende “beneficiar o filho, sim.”…

Rádio Bandeirantes: melhores momentos da participação do Prof. Villa no “Jornal Primeira Hora”(19/07/2019).

– Bolsonaro não age como presidente.
Confira a “Live” indecorosa de Bolsonaro.
– Se o Lula tivesse indicado o filho dele, todos teriam ido para a Paulista.
Confira a entrevista com o embaixador Marcos Azambuja.
Conheça o papel e as credenciais de um embaixador.
– Segundo pesquisa do “Instituto Paraná Pesquisas” 64,9% discordam da indicação de Bolsonaro para a embaixada em Washington, de seu filho Eduardo Bolsonaro.
– FGTS: libera ou não libera? Não libera!
Confira o comentário de Thais Herédia.
– “Flávio Bolsonaro tem medo do que?”
– Ouvintes perguntam ao Prof. Villa:
– “O que falta para alavancar a Educação no Brasil?”
– Ouvinte pede o comentário do Prof. Villa sobre a declaração de Andrés Sanches e a dívida do Corinthians:
“Vamos pagar isso no amor ou no ódio.”
– Delação de Sergio Machado é uma imoralidade.
Recursos foram levados para fora do Brasil.

Live 18/07/2019: COAF, reeleição e embaixada nos Estados Unidos.

– Eduardo Bolsonaro pegando onda na Indonésia.
Enquanto a polêmica de sua indicação como embaixador em Washington cria tensões e crises políticas, Eduardo vai pegar onda.
– Bolsonaro gostou do poder. Quer ser reeleito.
– COAF imobilizado favorece os criminosos.

Rádio Bandeirantes: melhores momentos da participação do Prof. Villa no “Jornal Primeira Hora”(18/07/2019).

– Eduardo Bolsonaro mentiu sobre o próprio currículo e o frango frito.
E agora, Eduardo Bolsonaro está surfando na Indonésia.
– Dias Toffoli não cumpre o que está na Constituição.
– Villa não concorda com fim da obrigação de inscrição em conselhos, proposta de Paulo Guedes.
– “Dudu, Washington é ruim pra surfar. Vai pro Hawai. Só que lá não tem embaixada”.
– Professor Villa comenta plano “Future-se” do MEC.
– Pergunta de ouvinte: PDT suspendeu deputados “infiéis”. Mas e o Senador Acir Gurgacz?
– PAREM AS MÁQUINAS! Villa faz elogio(!) e você vai se surpreender ao descobrir a quem.
– Até o momento, Vaza Jato não interfere nas condenações de Lula.
– Bolsonaro nunca mais será eleito presidente.

Melhores momentos da participaçao do historiador Marco Antonio Villa no Jornal da Cultura (17/07/2019).

– Bolsonaro “chefe de um clã” ou presidente da República?
O presidente insiste em seu “capricho pelo poder”: Eduardo Bolsonaro embaixador em Washington.
Nota: Eduardo Bolsonaro está surfando na Indonésia.
– As crises políticas criadas por Bolsonaro refletem negativamente na economia.
No mês de agosto teremos a sabatina de Eduardo Bolsonaro, a tramitação da reforma da Previdência no Senado Federal e as manifestações contra os cortes nas Universidades Federais.
– A “Vaza Jato” até agora não colocou em dúvida as condenações de Lula.
De acordo com os vazamentos, fica evidente que determinadas conversas entre o então juiz Sérgio Moro e os procuradosres da Lava Jato foram inapropriadas.
– O voto distrital aproxima o eleitor ao seu representante.
Questoes técnicas e esclarecimentos à populaçao precisam ser definidas.

Live 17/07/2019:”Redes sociais, extremismo, Bolsonaro e crise política.”

Artigo do Prof. Villa no Correio Braziliense e Estado de Minas: “Um inepto em Washington”.

Tudo isso poderia ter sido evitado se Ernesto Araújo fosse um diplomata à altura das tradições do Itamaraty. Contudo, ele está à serviço do pornofilósofo da Virginia. Foi colocado no cargo por indicação do guru do presidente. Era, até então, um desconhecido. Subverteu toda estrutura da Casa de Rio Branco. Nos fóruns internacionais o Brasil passou a votar acompanhando os países muçulmanos, como em questões envolvendo as mulheres, rompendo, inclusive, com o que determina a nossa Constituição (artigo 4º). É um grande salto para trás e que, até o momento, não foi percebido pelos brasileiros. Hoje somos parceiros de ditaduras, de regimes autocráticos.

Deu no UOL: “Marco Antonio Villa sofre ataques em estreia: “Democracia tem preço”.

Ao UOL, Villa disse que os ataques vieram de “extremistas”, e considera que a democracia tem o seu preço. “Em […]

Melhores momentos do Prof. Villa na Rádio Bandeirantes (17/07/2019).

– Novo presidente do BNDES é um playboyzinho!
– Impedir presença da jornalista Miriam Leitão é típico do neofascismo.
– Ciro e Cid Gomes divergem sobre expulsão de Tabata Amaral.

Live (16/07/2019): O nepotismo bolsonarista, os neofascistas catarinenses, Dias Toffoli e Flavio Bolsonaro.

– Indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixador da República Federativa do Brasil em Washington: “o poder como capricho” e o desrespeito pelas instituições.
– Dias Toffoli  e Flávio Bolsonaro:
“Toffoli atende a pedido de Flavio Bolsonaro e suspende inquéritos com dados da COAF”.
– Fabrício Queiroz está sumido. Por quê ? Do que vive Fabrício Queiroz?
Até hoje Fabrício Queiroz não depôs.
– Miriam Leitão e Sérgio Abranches ameaçados e impedidos de participar de feira de livros.
Barbárie x civilização: a feira de livros é em Jaraguá do Sul (SC) e devido às ameaças a participação da jornalista e do sociólogo foram canceladas.
Vivemos em uma democracia e não em uma ditadura!

Hoje (16/07) às 21:15 o Prof. Villa estará na bancada do Jornal da Cultura.