Prof. Villa no Jornal da Cultura:Estado democrático de Direito e a República, transição do Brasil para a Democracia foi mal feita,Lula continua solto,crime organizado,eleições de 2018.

O Estado democrático de Direito deve estar à serviço da República e dos cidadãos.
O Estado democrático de Direito no sentido clássico nasce na Revolução Francesa e deve estar em defesa do cidadão e da República.
A República no Brasil em 1889 tinha nascido com estes princípios.
A questão é que existe corrupção e o Brasil deve escolher entre ser complascente com criminosos ou se tornar uma República.

A transição do Brasil para a Democracia foi mal feita, incompleta e potencializou a corrupção.
Por muito tempo o “determinismo” ibérico foi apontado como a raiz de todos os nossos problemas.
Porém Portugal  e Espanha saíram de regimes longos e autoritários, respectivamente Salazarismo e Franquismo ( Guerra Civil na Espanha) e conseguiram fazer uma transição rápida e eficaz para a Democracia.
O Brasil não conseguiu, e os níveis de corrupção atingiram o seu ponto mais elevado na era petista.
A raiz de nossos problemas não é ibérica e sim nacional.

Como acreditar nas instiuições se o ex-presidente Lula foi condenado a 9 anos e meio de prisão e está solto?
Infelizmente as pessoas estão identificando democracia com corrupção.
A corrupção existe porque as instituições não funcionam.
Acabar com a democracia não significa por um fim à corrupção.
São as instituições que devem funcionar.

O crime organizado tem controle sobre a vida, a morte e o voto dos moradores das comunidades.

O sistema político não permite mudanças. As eleições de 2018 serão uma desilusão.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.