Livros de autoria de Marco Antonio Villa

Collor Presidente

Trinta Meses de Turbulências, Reformas, Intrigas e Corrupção

Editora: Record

COMPRE >

Tudo sobre os trinta meses de turbulências, reformas, intrigas e corrupção e governo Collor

O governo Collor é dos mais (mal) falados da história brasileira. Mas quem de fato conhece, em detalhes, os trinta meses em que um desconhecido ex-governador de Alagoas presidiu o Brasil? Este livro vem para preencher esta grave lacuna. Autor do best-seller Década perdida, o historiador Marco Antonio Villa pesquisou arquivos desconhecidos, investigou documentos inéditos e entrevistou dezenas de personagens do período – inclusive o próprio Fernando Collor. O resultado é uma brilhante reconstrução do ambiente – político, econômico e cultural – que permitiu os trinta meses de turbulências, reformas, intrigas e corrupção do governo Collor.

Um País Partido

2014 a Eleição Mais Suja da História

Editora: Leya

COMPRE >

Em 2014, o Brasil viveu seu sétimo período eleitoral geral desde a redemocratização. Observador atento e cuidadoso do cenário político, Marco Antonio Villa traz, em Um país partido: 2014, a eleição mais suja da história, uma análise detalhada do processo eleitoral do país.
O livro apresenta uma breve história das eleições presidenciais desde 1891. Se debruça também sobre o quadro de formação das candidaturas e traça o histórico da campanha eleitoral. Termina com um balanço da eleição de 2014 e analisa seu significado.
Construído em doze capítulos, e é escrito em linguagem direta, mas sem perder o rigor histórico que caracteriza seu autor.

Mensalão

O Julgamento do Maior Caso de Corrupção da História Política Brasileira

Editora: Leya

COMPRE >

O ano era 2005. E o governo de Luis Inácio Lula da Silva. No dia 15 de maio, o povo brasileiro descobriu um novo jargão: “mensalão”. Um vídeo amador vazou na mídia mostrando Mauricio Marinho, um alto funcionário dos Correios, recebendo propina em troca de favorecimento político, que segundo ele, era coordenado pelo até então deputado federal, pelo PTB, Roberto Jefferson.
Este, um show man de primeira linha, conseguiu reverter o quadro, e de facilitador do esquema, virou um defensor da justiça e denunciou os envolvidos numa rede de pagamentos de mesadas em troca de apoio político, que segundo ele, partia de homens fortes ligados ao presidente Lula. Entravam na dança José Dirceu, ministro da Casa Civil e braço direito do presidente, José Genuíno, presidente nacional do PT, Delúbio Soares, tesoureiro do partido e Marcos Valério, um publicitário que aparentemente era o homem do dinheiro do esquema.
Depois de anos de discursos inflamados, discussões, cassações, choro e desabafo, finalmente essa história chegou ao fim. Os principais envolvidos no “projeto criminoso de poder” de “macrodelinquência governamental”, nas palavras do decano do STF, o ministro Celso de Mello, foram condenados. Venceu a ética e a democracia. E perderam os mensaleiros e corruptos.

Década Perdida

Dez Anos de PT no Poder

Editora: Record

COMPRE >

Este livro trata dos dez primeiros anos do Partido dos Trabalhadores no poder, de janeiro de 2003 a dezembro de 2012. Analisa, portanto, os dois mandatos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os dois anos iniciais da gestão de Dilma Rousseff.
Mais do que retrato definidor de uma Década perdida, o trabalho de Marco Antonio Villa desnuda padrões, revela modelos de comportamento, fixa estilos de conduta, o próprio modus operandi do PT no poder, o método, segundo o autor: aparelhar o Estado desde dentro e de forma que, progressivamente, não mais se distinga do partido. Ao optar por um encadeamento cronológico, Villa dá a este livro, mais do que uma estrutura clara e leve, a temporalidade necessária à compreensão do que considera um golpe em pleno curso. Ao reconstituir criticamente os principais momentos de cada ano, destacando os fatos relacionados diretamente à forma petista de se servir da República, o autor, notável historiador, faz desfilar, por meio de prosa de rara categoria, o corpo da estratégia que fundamenta, como definiu o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, um “projeto criminoso de poder”.

A História das Constituições Brasileiras

200 anos de luta contra o arbítrio

Editora: Leya

COMPRE >

Neste livro, Villa oferece ao leitor uma análise de cada Constituição que o país já teve e do pano de fundo que a gerou. Em sete capítulos acompanhamos os embates políticos, os conflitos com o governo, os costumes reinantes na época. As emendas constitucionais do longo período da ditadura também são examinadas. O quadro se completa com um capítulo dedicado ao Supremo Tribunal Federal e seu papel na república.

Jango, um perfil

eBook

Editora: Globo Livros

COMPRE >

Há 40 anos do golpe militar de 1964, o historiador reconstrói a vida política de João Goulart e o papel que o ex-presidente desempenhou na história recente do país. Escrito com agilidade e elegância, Jango: um perfil (1945-1964), de Marco Antonio Villa, reconta, com vasto apoio bibliográfico e documental, a trajetória de João Goulart que, apesar de ser figura decisiva da vida política brasileira, ainda não havia sido adequadamente estudado.
Jango: um perfil (1945-1964), enfim, procura cobrir uma grave lacuna na bibliografia sobre a política brasileira imediatamente anterior ao golpe de 1964. Analisando cuidadosamente um período decisivo, o livro cumpre ao menos dois papéis: redimensiona um político que terminou supervalorizado por parte da esquerda e ao mesmo tempo traz luz à compreensão das forças políticas que disputam a condução do Brasil até hoje.

Ditadura à Brasileira

A Democracia Golpeada à Esquerda E à Direita

Editora: Leya

COMPRE >

Esta obra procura desmistificar a ditadura brasileira, tanto em sua duração como em seus efeitos. Narra aqui a história desse período buscando não omitir quanto aos excessos que levaram à perseguição, tortura e morte no período entre o final de 1968 e 1979, e, para ele, porém, ‘o regime militar brasileiro não foi uma ditadura de 21 anos. Não é possível chamar de ditadura o período 1964-1968 (até o AI-5), com toda a movimentação político-cultural. Muito menos os anos 1979-1985, com a aprovação da Lei de Anistia e as eleições para os governos estaduais em 1982.

Canudos

O Povo da Terra

Editora: Ática

COMPRE >

Pesquisa e reconstrução histórica – orientada por uma criteriosa checagem das fontes e pelo exame de documentos inéditos – da religiosidade, da organização social e das diversas campanhas militares até a derrota final dos seguidores de Antônio Conselheiro.

A revolução de 1932: Constituição e cidadania.
Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Breve História do Estado de São Paulo.
Imprensa OficiaL do Estado de São Paulo, 2009.

1932: imagens de uma revolução.
Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2008.

Canudos, o campo em chamas.
Brasiliense, 1992.

Canudos, história em versos de Manuel Pedro das Dores Bombinho.
Hedra/Edufscar/Imprensa Oficial, 2002.

Vida e morte no sertão. História das secas no Nordeste nos séculos XIX e XX.
Ática, 2000.

Calasans, um depoimento para a história.
Salvador: Uneb, 1999.

O Nascimento da República no Brasil. A Primeira Década do Novo Regime.
Ática, 1997.

A Queda do Império, os últimos momentos da monarquia no Brasil.
Ática, 1996.

A Revolução Mexicana.
Brasiliense, 1992.

Francisco Villa, uma liderança da vertente camponesa da Revolução Mexicana.
São Paulo: Ícone, 1992.

Pancho Villa, o herói desfocado.
Brasiliense, 1984.

Você pode adquirir todos os livros na loja online de sua preferência:

livraria-da-folha amazon

Livros de Marco Antonio Villa publicados em co-autoria

VILLA, M. A.; Angelo, Vitor Amorim de (Org.) . O Partido dos Trabalhadores e a política brasileira (1980-2006): uma história revisitada. São Carlos/São Paulo: Edufscar/Fapesp, 2009.

VILLA, M. A.; OLIVIERI, A. C. . A revolução de 1932: Constituição e cidadania (Livro de Atividades). Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

VILLA, M. A.; FURTADO, J. P. Caminhos da História: das comunidades primitivas às vésperas da Independência. Ática, 2003.

VILLA, M. A.; FURTADO, J. P. Caminhos da História: da Independência aos nossos dias. Ática, 2003.

VILLA, M. A.; FURTADO, J. P. Caminhos da História: dos primeiros humanos à Europa medieval. Ática, 2003.

VILLA, M. A.; FURTADO, J. P. Caminhos da História: da expansão marítimo-comercial européia aos nossos dias. Ática, 2003.

VILLA, M. A.; OLIVIERI, A. C. A Carta do Achamento do Brasil. Callis, 1999.

VILLA, M. A.; OLIVIERI, A. C. Cronistas do descobrimento. Ática, 1999.

VILLA, M. A.; FURTADO, J. P. História Geral – Antiga e Medieval.Moderna, 1998.

VILLA, M. A.; FURTADO, J. P. História Geral – Moderna e Contemporânea. Moderna, 1998.

VILLA, M. A.; FURTADO, J. P. História do Brasil – Colônia. Moderna, 1997.

VILLA, M. A.; FURTADO, J. P. História do Brasil – Império e República.Moderna, 1997.