“General Mourão é a voz da racionalidade na irracionalidade.”

Venezuela: Solução negociada x Intervenção militar.

O General Mourão foi fundamental para a escolha do Brasil de uma solução negociada com o apoio do “Grupo de Lima”.

Ao contrário do que queria a ala ideológica do governo representada por Ernesto Araújo que era favorável a uma invasão da Venezuela capitaneada pelos Estados Unidos com o apoio da Colômbia e do Brasil.

A escolha da guerra seria um desastre para a nossa Segurança Nacional, com um novo Vietnã em nossa fronteira norte.

No entanto, o Itamaraty cometeu um erro crasso na diplomacia: reconhecer Guaidó como presidente da Venezuela, sem no entanto controlar nenhum centímetro do território venezuelano.

Onde está Guaidó? E seu apoio popular?

Confira os melhores momentos de 16/07 do “Jornal Primeira Hora” com o historiador Marco Antonio Villa.

Eduardo Bolsonaro, Nestor Forster e Embaixada em Washington, fundo eleitoral, fundo partidário, General Mourão, IBGE, extremismos, crise política.

Nepotismo, filhotismo e Bolsonaro.

Bolsonaro tem grande dificuldade em compreender o que é “Estado”. A relação entre as embaixadas não é uma relação entre […]

Bolsonarismo e fanatismo político.

O bolsonarismo é produto da complexa conjuntura política brasileira e também da internacional. Com extremismos de direita e de esquerda […]

Democracia e autoritarismo no Brasil.

Uma breve história da construção da jovem democracia brasileira.

AO VIVO! Live (15/07/2019) com o historiador Marco Antonio Villa.

– O bolsonarismo surgiu em decorrência dos abusos do projeto criminoso de poder petista.
Os “bolsominions” e seus ataques milicianos nas redes sociais não representam grande parte dos brasileiros.
Fanatismo, irracionalidade e autoritarismo permeiam esta minoria de bolsominions que quer dar a impressão que são muitos.
Muitos destes ataques são de robôs.
Os extremismos fazem mal ao país.
Temos de defender a democracia.
Como dizia Marcos Freire: “Sem ódio,mas também sem medo”.

– A estagnação econômica vai continuar se o governo Bolsonaro insistir em criar e alimentar tensões e desrespeitar a nossa “Carta Magna”.
Enquanto perdurar a crise política a economia não vai decolar.
Defender a democracia e as liberdades é a grande tarefa dos cidadãos brasileiros.

– A indicação de Eduardo Bolsonaro respeita a meritocracia?
Onde está um livro, um ensaio, um artigo de Eduardo Bolsonaro?
É a pessoa adequada para esta função?
Relações Exteriores é assunto sério, envolve questões econômicas importantíssimas.
Outra indicação seria a de Nestor Forster, muito ligado ao pornofilósofo da Virgínia.E o Itamaraty com seus excelentes quadros?
– Você sabia?
O Brasil tem votado sistematicamente na ONU com os países muçulmanos contra os direitos das mulheres.

Hoje a #VillaNaRB está no trending topics do Twitter.

Prof. Villa diariamente das 7h às 8h na Rádio Bandeirantes 92.1 FM/ 90.9 FM e 840 AM.

Os melhores momentos da estreia do Prof. Villa na Rádio Bandeirantes.

Previdência da Câmara, Eduardo Bolsonaro e o nepotismo, Dilma e os hackers, China grande parceiro econômico do Brasil,rompimento barragem na Bahia.

Artigo do historiador Marco Antonio Villa na Istoé: “Do otimismo ao pessimismo.”

O País crescia rapidamente. Tudo era motivo de orgulho. O futebol (e outros esportes, como o boxe, basquete e tênis), o cinema, a arquitetura, a pintura, a literatura. Intelectuais e artistas estrangeiros visitavam e se encantavam com o Brasil. O País era visto como uma futura potência. Era só questão de tempo.
Contudo, ao iniciar os anos 1980 (e desde então), os sucessivos tropeços econômicos e políticos geraram o pessimismo. Abandonar o Brasil virou moda. Fracassamos? Por que não encontramos uma saída? Ainda é tempo?

AO VIVO AGORA! Assista o historiador Marco Antonio Villa no “Jornal Primeira Hora” na Rádio Bandeirantes.

AO VIVO AGORA! Assista o historiador Marco Antonio Villa no “Jornal Primeira Hora” das 7h às 8h. 90.9FM/92.1FM e 840 […]

Amanhã das 7 às 8 na Rádio Bandeirantes e às 18:30 com a Live no YouTube.

Amanhã (15/07) estreia das 7h às 8n no “Jornal Primeira Hora” na Rádio Bandeirantes: 90.9 FM/92.1 FM e 840 AM. […]

Pingue- Pongue com Bonfá:Intercept, Moro, Imagem, Vaza Jato, Conversas Secretas, Hackers.

O que Villa pensa sobre Intercept, Moro, Imagem, Vaza Jato, Conversas Secretas, Hackers?

Brasil: do otimismo ao pessimismo.

O Brasil já foi o país do otimismo,do progesso e do futuro, com destaque para a sua economia, cultura e esportes.
Não faltavam projetos para o crescimento do país.
O nosso PIB alcançava a casa dos dois dígitos.
Nos anos 80 uma série de equívocos econômicos, políticos e da classe empresarial nos levam ao pessimismo e a variadas crises.
Algo aconteceu nos últimos 30/40 anos.
Quando retornerá o otimismo?
E quando o futuro será melhor que o presente?

Oposição? Qual oposição?

A crise é brasileira.
O mundo está crescendo.
Tanto o governo como a oposição não têm um projeto nacional para o Brasil.

Aprovação da Previdência: quem ganhou?

Bolsonaro e o nepotismo.