Ministro do STF Celso de Mello acaba com censura ao meu comentário do holerite de R$ 118 mil do ministro do STJ, Joel Ilan Paciornick.

Vitória contra a censura solicitada pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Joel Ilan Paciornick.Aproveito para agradecer meu advogado, Dr. Alexandre Fidalgo.

O MEC à serviço do autoritarismo.

Nos primeiros quatro meses de gestão, o MEC ignorou os principais problemas educacionais. O que falou, por exemplo, sobre o analfabetismo? Como é possível qualificar a força de trabalho quando temos milhões de analfabetos? E aqueles alunos que chegam à 4ª série sem saber ler, escrever e efetuar as quatro operações matemáticas? Isto não é importante? O que vale é o combate ideológico? É ocupar os principais cargos com apaniguados? Distribuir benesses aos aliados? Desqualificar tudo o que foi realizado? Paralisar os principais programas do ministério? O que pensa o ministro sobre a Base Nacional Comum Curricular? Sabe o que é?

‘Suíte’ de Lula vira estúdio para entrevista.Isto é inaceitável.

 

O que Paulo Preto sabe?

Para quem Paulo Preto operava?

Para Primeira, Segunda e Terceira Instâncias Lula é corrupto.

Lula vai ser solto?O que muda com a condenação de Lula na Terceira Instância?- A pena de 12 anos e 1 mês foi diminuída para 8 anos, 10 meses e 20 dias.- Também foi diminuída a multa de R$1 milhão para R$180 mil.Lula poderá ser solto em regime semi-aberto beneficiando-se da progressão de sua pena?Em tese, se a segunda condenação de Lula for confirmada (processo do sítio de Atibaia), as penas das duas condenações se somariam e ele saíria da prisão somente em 2022 e não em setembro deste ano.

Uma diplomacia à deriva.

Artigo do prof. Villa no Correio Braziliense e Estado de Minas:
A política externa vive de espasmos. Não há um projeto. Uma visão de totalidade. A incompreensão das mudanças ocorridas no mundo nas últimas décadas é uma marca da gestão. O posicionamento do Brasil na nova ordem internacional é considerado irrelevante pois a ideologia se sobrepõe a tudo. Isto quando o eixo econômico mundial, depois de cinco séculos, se transferiu do Atlântico para o Pacífico. Basta acompanhar o crescimento das economias da região. E para lá que o Brasil deveria destinar seus maiores esforços diplomáticos. Mas, enquanto o PT insistiu na ênfase Sul-Sul, a atual chefia do Itamaraty optou pela subserviência aos interesses imperialistas americanos. Ambos estão errados. E mais que errados: colocam em risco o futuro do Brasil nas relações e no comércio internacionais.

E após a Reforma da Previdência?

Qual é o projeto nacional do governo para o Brasil?

Recomendo o excelente livro do grande jornalista Patrick Santos:”45 do primeiro tempo”

Estarei no lançamento: 13/05 às 18:30 na Livraria Cultura da Av.Paulista. Grande, @patricksantos.oficial Tive o privilégio de ser um dos […]

Pergunte ao Villa #8

Mande sua pergunta no Twitter com a #PergunteAoVilla

Política externa brasileira responsável: aliança estratégica com a China e não subserviência com os Estados Unidos.

O eixo econômico nas últimas décadas se deslocou do Atlântico para o Pacífico.Na China encontra-se o futuro econômico mundial.O Estado é o fator determinante para o crescimento na Ásia.Vale destacar que a aliança com a China não seria de subserviência,mas sim uma aliança estratégica de médio e longo prazo entre dois países iguais, mantendo sempre os nossos vínculos históricos e culturais.Isto colocaria o Hemmisfério Sul em outro patamar político e militar.O Brasil precisa se reposicionar no mundo.Até agora o Itamaraty tem assumido posições de alinhamento e subserviência que colocam em risco além do comércio exterior, a Segurança Nacional.Estamos correndo o risco de nos tornarmos um Estado pária.

Artigo do Prof. Villa na Istoé: “Autoritarismo e ignorância.”

Assim como no futebol, o vazio é ocupado. No nosso caso foi pelo extremismo direitista. O ódio se transformou em política de estado. A ignorância se metamorfoseou em mérito. Quanto mais ignorante, melhor. Transplantaram para o Brasil ideologias exóticas produzidas pelos reacionários americanos. As instituições democráticas passaram a ser vilipendiadas. O direito à alteridade foi negado. A ameaça virou moeda rotineira dos embates políticos. Utilizam-se da injúria. Usam palavras de baixo calão como conceitos sociológicos. É a barbárie institucionalizada. Ameaçam tomar completamente o poder. Ainda é tempo de reagir.

Artigo do Prof. Villa no Correio Braziliense e Estado de Minas:”Instabilidade econômica e crise política.”

A paralisia política tem um efeito direto na sociedade. Ninguém sabe para onde ir, como ir. E muito menos o caminho. A perplexidade toma conta do país. A presença das redes sociais – fato novo – amplifica a crise. Todos querem participar. Mas como? Quais os instrumentos? O Congresso foi recém instalado, assim como o Presidência da República. Fazer o que? Diversamente de outros momentos da nossa história, não há o sentimento de enfado. Pelo contrário, há o desejo de mudança. Mas a frustração também se faz presente.

STF se desmoraliza com censura à Revista Crusoé.

Se o STF não defender a Constituição teremos tempos sombrios no país.Desmoralização do STF é tudo o que os autoritários querem para impor uma ditadura.Assista ao vídeo do comentário do Prof. Villa com breve apanhado histórico da ação do STF no Brasil.

Incêndio na catedral de Notre-Dame coloca oito séculos em chamas.

Governos ficam em silêncio sobre ação de milícia no RJ.

Até quando teremos um Estado dentro do Estado?

Infelizmente a CPI da Lava Toga morreu antes de nascer.

A abertura da CPI da Lava Toga não fere o regimento do Senado.A derrota da CPI da Lava Jato fortalece os extremistas que não gostam do Estado democrático de Direito.Os extremistas almejam o fechamento do STF.Na democracia se deve almejar o bom funcionamento das instituições e não a sua desaparição.