Live 02/08/2019 com o Prof. Villa: Bolsonaro, Inpe, FUNAI,MEC, desemprego.

Bolsonaro: “O Preguiçoso”.

No período da tarde, a agenda presidencial de ontem (02/08/19) teve 3 horas para almoço e um único compromisso às 15 horas com jornalista.
Em um país estagnado e com 1/4 da população desempregada a máquina presidencial caminha a passos lentos.

– Inpe ( Instituto Nacional de Pesquisa Nacional).
A comunidade cientifica se manifestou, porém a sociedade ainda parece anestesiada.
Vamos aguardar a retomada do Legislativo e do Judiciário.
O governo Bolsonaro fez aliança com um dos setores mais atrasados da economia e esta descontente com as revelações do Inpe à respeito do aumento do desmatamento.
Para Bolsonaro os dados do Inpe nao são verdadeiros.
Quais são as provas de Bolsonaro?

Lógica Bolsonarista tem projeto que coloca em risco a soberania nacional:
– Desmoralizar
– Destruir
– Reocupar as ruínas
As instituiçoes brasileiras com ideologia estrangeira de extrema direita e contra os interesses nacionais.
– Inúmeras vezes atacou o Legislativo e o Judiciário e órgãos do Executivo: IBAMA, INPE, FUNAI, estrutura do MEC, a desmoralização do Itamaraty.
Em sua estratégia conta com o enorme poder que tem como chefe no Executivo e com seus milicianos digitais.
A marcha Bolsonarista conta com Eduardo Dudu Surfistinha Bolsonaro como embaixador do Brasil em Washington.Como irá se comportar o Senado Federal?
E também conta e provoca o caos de uma crise institucional entre os poderes para a ocupação das ruínas por um Estado autoritário, do qual ele seria o único mandatário.

– Com sua violência verbal, Bolsonaro tenta camuflar seu total fracasso administrativo.
Bolsonaro vai levar o Brasil a uma depressão?
Até agora a nossa Constituição diariamente atacada pelo governo Bolsonaro, tem sido o nosso passaporte para a cidadania.

Um comentário sobre “Live 02/08/2019 com o Prof. Villa: Bolsonaro, Inpe, FUNAI,MEC, desemprego.

  • Março 2019
    67 MILHÕES DE INADIMPLENTES PESSOAS FÍSICAS – 40% da população
    Inadimplência de micro e pequenas empresas no Brasil bate recorde histórico e chega a 5,3 milhões em março, segundo a Serasa Experian

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.