As relações entre os milicianos, Queiroz e Flávio Bolsonaro.

Ex-mulher do miliciano Capitão Adriano, que está foragido, “trabalhou” por 11 anos no gabinete de Flávio Bolsonaro.

“Diálogos revelam que Queiroz demitiu ex-mulher de miliciano para blindar Flávio Bolsonaro.” O Globo 05/09/19

Além da mulher, a mãe do miliciano também trabalhava em seu gabinete.

Flávio Bolsonaro  homenageou duas vezes o miliciano Adriano:

“Dois anos depois, em 2005, Adriano recebeu a medalha Tiradentes, principal honraria da Assembleia Legislativa, também com elogios à carreira do então militar. Ele estava preso, à época, respondendo pela morte do guardador de carros Leandro dos Santos Silva, de 24 anos, na favela de Parada de Lucas, Zona Norte do Rio. Familiares disseram que antes de morrer Leandro tinha denunciado PMs que praticavam extorsões a moradores na comunidade.” O Globo 05/09/19.

Sobre o miliciano Adriano que tinha ex-mulher e mãe empregadas no gabinete de Flávio Bolsonaro:

“Ex-capitão do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Adriano foi expulso em 2014. Ele é conhecido por se impor à base da força e também é suspeito de ser chefe do Escritório do Crime, uma facção miliciana especializada em matar sob encomenda.” O Globo 05/09/19.

Jair Bolsonaro já discursou a favor do miliciano Adriano:

“Ainda em 2005, o então deputado federal Jair Bolsonaro discursou em defesa de Adriano, dias depois da condenação do policial a 19 anos e seis meses de prisão pela morte do guardador de carros. O agora presidente chamou Adriano de “brilhante oficial”. O Globo 05/09/19

Por que Fabrício Queiroz está calado?

Quem pagas as contas de Fabrício Queiroz?

E se Fabrício Queiroz falar, quem ele irá prejudicar?

**********************************************************************************************************O historiador Marco Antonio Villa está diariamente das 7h às 8h no “Jornal Primeira Hora” da Rádio Bandeirantes 92.1 FM/90.9 FM e 840 AM.
E também em seu canal YouTube “Blog do Villa – Marco Antonio Villa” com sua “LIVE” de segunda a sexta às 18:30.
Siga o historiador Marco Antonio Villa nas redes sociais, e no Canal Youtube, acesse: https://goo.gl/amUJJ3

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.