Bolsonaro, seus filhos e o autoritarismo brasileiro. Live 10/09/19

Carlos Bolsonaro em sua conta no Twitter violou a Constituição:

Muito grave a declaração neofascista de Carlos: ditadura para as mudanças necessárias do governo de seu pai.

Os Bolsonaros não são nem liberais e muito menos conservadores, são neofascistas.

E além disso, Eduardo foi visitar o pai no hospital e estava com arma na cintura ( fez questão de fotografar).

Esta é uma ação orquestrada para testar a democracia.

os neofascistas se utilizam da democracia para chegar ao poder e aí começam a testar a democracia.

Bolsonaro usa os filhos para testar o Estado democrático de Direito.

Para enfrentá-los temos a Constituição. Somos democratas.

Não devemos usar a violência que é a arma dos neofascistas.

Hoje o maior inimigo da democracia brasileira tem nome : Jair Messias Bolsonaro.

O símbolo maior do neofascista de Bolsonaro é o gesto da arma que ele utiliza ao mesmo tempo que fala em vão o nome de Deus.

“O preço da liberdade é a eterna vigilância”. Frase atribuída a Thomas Jefferson.

Temos de estar vigilantes com a nossa democracia.

A twittada de Carlos tem de ser repudiada por todos os democratas das mais variadas vertentes.

Do meu artigo na Istoé:

O presidente Bolsonaro tem enorme dificuldade para conviver com a democracia. Não faz questão de esconder. Em um cenário de tensão crescente vai, com certeza, pressionar os meios de comunicação. Usará de todos os recursos possíveis. Jornalistas vão ser ameaçados e as redes sociais deverão funcionar abertamente como braços do autoritarismo neofascista, espalhando mentiras. É esta a sua forma de agir. Deverá atacar o Congresso Nacional e as cortes superiores de Justiça. Contudo, os maus resultados econômicos vão limitar sua ação. A radicalização vai produzir mais isolamento. Sem apoio popular, restará sonhar com uma intervenção militar. Vai perder. As Forças Armadas não vão embarcar em nenhuma aventura política.

Leia o artigo: http://www.blogdovilla.com.br/politica-no-brasil/meu-artigo-na-istoe-o-isolamento-de-bolsonaro/

As ações de Bolsonaro parecem desconexas, mas possuem um objetivo claro.:neofascismo, aliado ao imperialismo, colocando em risco nossa soberania nacional.

Flávio Bolsonaro quer sabotar a CPI da Lava Toga.

Jair Bolsonaro usa seu filho Flávio, para desarticular a CPI da Lava Toga.

Flávio Bolsonaro tem dívida com Dias Toffoli que não quer a Lava Toga.

Que dívida? Dias Toffoli interrompeu as investigações do COAF.

O COAF estava se aproximando cada vez mais das relações de Flávio Bolsonaro com seu chefe de gabinete, Fabrício Queiroz.

Fabrício Queiroz é ligado aos milicianos no Rio de Janeiro. É o homem chave da rachadinha. Ele fez depósitos para Flávio Bolsonaro e a primeira-dama Michele Bolsonaro.

No gabinete de Flávio Bolsonaro eram funcionárias a ex-mulher e a mãe do miliciano “Adriano” que hoje se encontra foragido.

Flávio e Jair Bolsonaro homenagearam o miliciano Adriano ( chefe do “escritório do crime”, condenado a 9 anos por assassinatos) com medalhas!

Atualmente Fabrício Queiroz vive em São Paulo no Morumbi, bairro nobre de São Paulo e faz tratamento em um dos melhores hospitais particulares do país.

Quem paga as contas de Fabrício Queiroz?

Por que os Bolsonaros temem o COAF e a CPI da Lava Toga?

 

O liberal Bolsonaro vai aumentar impostos: nova CPMF de 0,4%.

Isto demonstra a incapacidade de gestão do ministro da Economia de Paulo Guedes.

Depois da herança maldita petista, vem aí a herança maldita bolsonarista: Brasil já é um Estado pária na comunidade internacional.

Bolsonaro e sua desonrosa saída do Exército.

Importante para analisar:

Ações coordenadas de Bolsonaro: tentativa da criação de CPMF, testes constantes ao Estado democrático de Direito, uso dos filhos, nos bastidores Flávio Bolsonaro e em público agem Eduardo e Carlos.

O Brasil já começa a enxergar as mentiras de Bolsonaro e os prejuízos de sua gestão para todos os brasileiros.

Ruim/Péssimo de Bolsonaro até dezembro vai passar de 50%.

PIB baixo em 2019  e as previsões para 2020 também são pessimistas.

Bolsonaro um desastre e um perigo para o Brasil.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.