Eleição do medo é caracterizada pelo “anti”candidato.

A eleição do medo é caracterizada pela angústia do amanhã.
Medo da volta do PT com o seu programa bolivariano e com sede de vingança.
E o também temor de um governo Bolsonaro sem experiência, programa e equipe.
Independente de quem vença as eleições, o novo presidente terá o desafio de abreviar a crise política e os problemas econômicos.
Acima de tudo terá de ter capacidade administrativa e de articulação política e compromisso com o Brasil.

Um comentário sobre “Eleição do medo é caracterizada pelo “anti”candidato.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.