Live (12/08/2019): Prévias na Argentina, Bolsonaro vira as costas para o Mercosul, vulgaridade do presidente continua.

Acompanhe diariamente as lives do Prof. Villa no seu Canal YouTube Blog do Villa – Marco Antonio Villa de segunda a sexta às 18:30.

E também na Rádio Bandeirantes diariamente das 7h às 8h  no “Jornal Primeira Hora” da Rádio Bandeirantes 92.1 FM/90.9 FM e 840 AM.

  • Prévias na Argentina: derrota de Macri é reflexo do fracasso de seu plano liberal na economia. Vitória de Fernández pode ser explicada pelo alto crescimento econômico no governo Kirchner, muito superior inclusive que a do governo do PT no Brasil.
  • Qual será o programa econômico de Fernández?
  • Um Brasil tão desigual precisa de mais Estado.
  • Qual a posição do governo Bolsonaro frente às prévias na Argentina? Deslocada da realidade, pois não se pode comparar a Argentina com a Venezuela: as prévias foram feitas dentro da ordem, das leis, com ampla fiscalização, sem denúncias de fraude e com liberdade democrática. Sucessos econômicos da Argentina nada tem a ver com a tragédia economica chavista venezuelana. Comentários irresponsáveis de Bolsonaro colocam em risco parceria comercial do Brasil com a Argentina.
  • Bolsonaro além de virar as costas para o Mercosul também ataca a Alemanha e a China. O que nos resta? Estados Unidos. Existe uma racionalidade no entreguismo antipatriótico de Bolsonaro.
  • Quando Bolsonaro elogia a tortura e a ditadura , o povo argentino lembra da Escola Superior da Armada e Vidella. Hoje Jair Bolsonaro é o maior cabo eleitoral de Fernández.
  • Paraguai e a renovação do acordo de Itaipu.
  • Guedes não disse que depois da reforma da Previdência, capital estrangeiro viria ao Brasil? E agora Guedes?
  • Vulgaridade de Bolsonaro sobre o meio ambiente, ultrapassam todos os limites: Deu na Folha : “Cocozinho petrificado de índio barra licenciamento de obras, diz Bolsonaro. Presidente voltou a falar em cocô em evento oficial e repetiu recomendação para cagar menos”.
  • Deu na Folha :”Quanto mais calado Bolsonaro ficar, mais fácil se aprova a Previdência’, diz Tasso Jereissati. Relator da reforma no Senado vê tendência autoritária no presidente e diz que indicação de Eduardo para os EUA pode contaminar o cenário.”

 

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.