Caso Bolsonaro vença as eleições, como já disse, o dólar cai e a bolsa sobe.
Esta empolgação durará nos meses de novembro, dezembro, janeiro e até fevereiro, no máximo.
As tensões no Congresso se intensificarão entre março e abril em vista das aprovações das reformas.
A partir de então haverá, como esperado, oscilações no mercado financeiro.