Instituição financeira, com acusações gravíssimas e ainda não investigada pelo Banco Central, reuniu o “PIB nacional”.
Discursaram sobre os rumos do Brasil –  entre eles estavam possíveis candidatos às eleições deste ano.

Uma elite que passa pouco tempo no Brasil. Seus filhos estudam inglês principalmente para viverem longe do país, de preferência nos Estados Unidos.
São especuladores, sem compromisso com o Brasil, que eles não consideram como Pátria.

A falta de compromisso desta elite também é demonstrada nos discursos onde nada se falou da desastrosa era petista, da qual lucraram muito e eram sócios.
Eles não são brasileiros, apenas especulam e passam pelo país.