• Sérgio Machado foi presidente da Transpetro nas presindências petistas de Lula e Dilma.
  • Era homem de confiança de Renan Calheiros, atual presidente do Senado, aquele que “validou” regalias presidenciais à uma não presidente: Dilma.
  • A propina, em sua maior parte,  era para enriquecimento pessoal e não para campanhas eleitorais. Existe diferença?
  • Um dos filhos de Machado foi usado pelo próprio pai para receber proprina, vivendo em Londres movimentava milhões de libras esterlinas em bancos ingleses e no Brasil declarava ao ano  R$ 4.650,00!
  • Circulação ilegal de dinheiro em espécie precisa da cumplicidade de terceiros.
  • O ex-presidente da Transpetro irá devolver a maior parte dos R$75 milhões de reais  à União. Isto é realmente tudo o que “desviou” para si? E seus bens imóveis, como foram adquiridos? E as contas no exterior?

Saiba mais sobre a delação de Sérgio Machado:
  • Sérgio Machado declarou que recebeu em 2015 como rendimento tributável apenas R$ 102.257,27! Teve direito até restituição de R$ 9.239,54!!! E aceitou devolver R$ 75 milhões. Algumas perguntas: 1. como o MPF chegou ao valor de R$ 75 milhões? 2. Por que Machado vai devolver 80% à União e 20% à Transpetro? 3. E Machado vai pagar multa à Receita Federal? Qual a razão deste privilégio? 4. E a Receita nunca percebeu nada de errado com as declarações de Machado? 5. E as movimentações bancárias milionárias nunca foram fiscalizadas? 6. E a Comissão de Valores Mobiliários não vai falar nada? Afinal, a Transpetro é uma sociedade anônima.
  • A delação premiada de Sérgio Machado (e de seus três filhos) é muito estranha. Entre as estranhezas estão as declarações do imposto de renda de cada um dos delatores. Um deles – Expedito Machado Neto -.apresentou uma declaração de rendimentos tributáveis de apenas R$ 4.650,00 em 2015. Isso mesmo: R$ 4.650,00. Declara o capital em companhias imobiliárias inglesas de 3.813.976 libras esterlinas. De contas bancárias apresenta um saldo de US$ 71.000 e de 1.211.000 libras esterlinas. E de contas de investimentos um total de US$ 5.544.386. Pelo câmbio de hoje, os investimentos e os saldos bancários perfazem um total de R$ 43.877.252,00. Algumas perguntas: 1. não consta na delação que vai devolver nem um real, isso é delação premiada? 2. nos dois volumes da delação (total: 377 páginas) fica claro a origem corrupta dos recursos de Sérgio Machado e que teria usado o filho para esconder o dinheiro na Inglaterra; 3. como explicar o rendimento tributável de apenas R$ 4.950,00; 4. o que diz a Receita Federal – sempre tão exigente com o simples contribuinte – sobre isso?