Tudo sobre o assunto que foi destaque nesta

semana na mídia brasileira:

A Base Nacional Curricular do MEC.

 

HOJE Editorial no Jornal “O GLOBO”

Blindar o currículo básico contra erros e ‘contrabandos’

Marco Antonio Villa identifica omissões graves na proposta curricular do MEC para História e abre debate sobre etapa essencial no projeto de melhoria do ensino.

O articulista do GLOBO Marco Antonio Villa acendeu uma dessas discussões, em texto publicado na terça-feira, no qual apontou para uma “Revolução Cultural do PT” que o Ministério da Educação estaria promovendo na montagem do currículo básico, em fase de consulta pública, na disciplina de História.

ENTREVISTA NO “JORNAL NACIONAL”

A proposta totalitária do PT para a nossa juventude.

Meu artigo publicado no Jornal “O Globo”

A Revolução Cultural do PT

O GLOBO : REVoglobo

“O Ministério da Educação está preparando uma Revolução Cultural que transformará Mao Tsé-Tung em um moderado pedagogo, quase um “reacionário burguês.” Sob o disfarce de “consulta pública”, pretende até junho “aprovar” uma radical mudança nos currículos dos ensinos fundamental e médio — antigos primeiro e segundo graus. Nem a União Soviética teve coragem de fazer uma mudança tão drástica como a “Base Nacional Comum Curricular.”

No caso do ensino de História, é um duro golpe. Mais ainda: é um crime de lesa-pátria…Foi simplesmente suprimida a História Antiga… não teremos mais nenhuma aula que trata da Mesopotâmia ou do Egito. Da herança greco-latina os nossos alunos nada saberão. A filosofia grega para que serve? E a democracia ateniense? E a cultura grega? E a herança romana? E o nascimento do cristianismo? E o Império Romano? Isto só para lembrar temas que são essenciais à nossa cultura, à nossa história, à nossa tradição.

…E, no caso das ditaduras, a sugestão é analisar o Chile de Pinochet — de Cuba, nem tchum.

Para continuar lendo o artigo:

http://oglobo.globo.com/opiniao/a-revolucao-cultural-do-pt-18407995

Às escondidas, MEC quer aprovar mudança na base nacional curricular / Villa / JOVEM PAN

MEC não pode virar o ‘Ministério da Verdade’ na VEJA

Pressionado pelas denúncias, MEC tenta explicar a mudança dos currículos no ensino / Villa / JOVEM PAN