Do meu livro “Um país partido: 2014, a eleição mais suja da história” (editora LeYa): “E mais uma vez, caso único na nossa história, tivemos como protagonista de uma eleição presidencial – pela sétima vez consecutiva – Luiz Inácio Lula da Silva. Ele representa o que há de mais atrasado na política brasileira. Tem uma personalidade que oscila entre Mussum e Stálin. Atacou as elites – sem defini-las – e apoiou José Sarney, Jader Barbalho e Renan Calheiros. Falou em pode popular e transferiu bilhões de reais dos bancos públicos para empresários aventureiros. Fez de tudo para que esta eleição fosse a mais suja da nossa história. E conseguiu.”

Clique aqui e se inscreva em nosso canal