Maioria do Supremo Tribunal Federal vota pela proibição de réus na sucessão da Presidência da República. O julgamento desta quinta-feira foi adiado após pedido de vista do ministro Dias Toffoli, e não tem data para ser retomado.