“Receita aponta desvio e tira isenção do Instituto Lula. Cobrança retroativa poderá chegar a R$ 12 milhões; repasse a empresa de filho de petista é investigado.”