A indústria de multas em São Paulo tem um único objetivo: saquear o cidadão que dirige no já conturbado trânsito paulistano.
Os limites de velocidade, são arbitrários e perigosos: mudam em poucos metros, com radares escondidos que não tem como objetivo educar, mas sim criar armadilhas.
Fica claro que não se visa a proteção dos motoristas e pedestres.
Vamos cobrar mudanças na injusta indústria de multas na próxima administração da prefeitura.

Assista também  a excelente reportagem com Carolina Ercolin:

Jovem Pan faz blitz e descobre

radares-pegadinha em SP.