Envolvido no escândalo de corrupção da FIFA, deve ser julgado apenas em novembro de 2017.