Matéria ISTOÉ.

Matéria ISTOÉ.

O Colégio Pedro II, que está até na Constituição (art. 242, § 1 e 2),de uns tempos para cá, é notícia pela excentricidade das suas atividades. Nada que se relaciona com a melhoria da qualidade de ensino ou com boas experiências pedagógicas. Nada disso. Em 2015 passou a eliminar a identificação do aluno por sexo. Ao invés de aluna ou aluno, oPTou pelo incrível “alunX.”
Neste ano fez um seminário sobre os 50 anos da Revolução Cultural, aquela que matou centenas de milhares de chineses. Não bastasse tudo isso, na semana passada organizou um seminário sob a coordenação do Grupo de Estudo Leninista-Marxista-Maoista. Tema? O Capitalismo Burocrático. Onde isso vai parar? E o MEC não vai fazer nada? Afinal, o Pedro II é uma escola federal.