Com a saída de Paulo Bernardo da prisão e a investigação de Carlos Cachoeira, que já foi condenado a cumprir pena de 39 anos, mas que até então estava em liberdade, o historiador Marco Antonio Villa questiona as ações da Justiça.

 

Clique aqui e se inscreva em nosso canal